BRIDGESTONE com técnica pioneira para o diagnóstico de doenças nas Árvores-da-borracha Seringueiras

A Bridgestone anunciou a descoberta de uma técnica inovadora que permite um diagnóstico da doença da raiz branca na árvore-da-borracha seringueira – a principal fonte da borracha natural utilizada no fabrico de pneus e de outros produtos de borracha!

Bridgestone com técnica pioneira para o diagnóstico de doenças nas Árvores-da-borracha Seringueiras

A doença da raiz branca é causada pelo Rigidoporus microporus, um tipo de fungo filamentoso que afeta as árvores-da-borracha seringueiras. Ao infetar a raiz e corromper o seu sistema, a doença resulta na podridão da árvore. A deteção precoce da doença é difícil. Quando a deflagração ocorre, a área doente da árvore costuma ser cortada e tratada com medicamentos. A complexidade da doença leva a que, muitas vezes, os diagnósticos sejam tardios ou errados, resultando no aumento significativo dos danos causados pela doença.

Com o crescimento da população mundial e do número de veículos motorizados, é expectável que a procura por pneus continue a aumentar no futuro. No mesmo sentido, também se prevê que a quantidade de borracha natural consumida aumente. Com a introdução desta técnica, a Bridgestone apoia, assim, a conservação das árvores-da-borracha seringueiras e contribui para um fornecimento mais estável de borracha natural. 

Para responder a este problema, a Bridgestone tem estado a trabalhar em conjunto com a Agência da Avaliação e Aplicação da Tecnologia da Indonésia e várias universidades (desde 2010), no sentido de promover o desenvolvimento de tecnologias que ajudem a diagnosticar a doença da raiz branca mais rapidamente. Ao expandir esta técnica, que pode ser utilizada independentemente do conhecimento ou da experiência, os processos do controlo de danos ou manutenção serão consideravelmente simplificados. 

A Bridgestone demonstra muita preocupação com esta doença e refere que continuará a cooperar com universidades, tanto na Indonésia como no Japão, de forma a reforçar e promover o desenvolvimento de tecnologias que melhorem a produção de borracha natural. Simultaneamente, através do uso generalizado destas tecnologias, a empresa irá continuar a contribuir para a preservação das árvores-da-borracha e para a estabilização do fornecimento de borracha natural.

Para a melhoria da produção de borracha natural, a Bridgestone prevê passar a utilizar materiais 100% sustentáveis nos seus pneus até ao ano de 2050.

 

Sobre a Árvore-da-borracha seringueira

A seringueira é originária da região amazónica do Brasil. A borracha da árvore foi descoberta em meados do século XVIII. Atualmente é a principal fonte de borracha natural do mundo. A árvore pode atingir até 40m de altura e em condições de cultivo, atinge 15m a 20m.


Sobre a Bridgestone

A Bridgestone Corporation, com sede em Tóquio, é o maior fabricante de pneu e de borracha do Mundo. Além de pneus para uso numa ampla variedade de aplicações, fabrica igualmente uma ampla gama de produtos diversificados, incluindo borracha industrial, produtos químicos e artigos desportivos. Os produtos Bridgestone são vendidos em mais de 150 países em todo o Mundo.

A Bridgestone Europe (BSEU), com sede europeia em Bruxelas, na Bélgica, é uma subsidiária regional da casa-mãe, baseada em Tóquio. A Bridgestone Europe opera um centro de R&D, oito fábricas e escritórios em mais de 30 países europeus, contando com mais de 13.000 funcionários. Os pneus BSEU “premium” são vendidos no Continente Europeu e globalmente.